Mormaço

de Marina Meliande

1/5

MORMAÇO

2018 / Português / Drama / 94min / 2K / Cor

Duas Mariola Filmes | Enquadramento Produções

DIREÇÃO Marina Meliande

ROTEIRO Felipe Bragança e Marina Melinade

PRODUÇÃO Leonardo Mecchi

FOTOGRAFIA Glauco Firpo

ARTE Dina Salem Levy

SOM Valeria Ferro

MONTAGEM Rodrigo Lima e Marina Meliande

DESENHO DE SOM Edson Secco

ELENCO Marina Provenzzano, Pedro Gracindo, Analu Prestes, Igor Angelkorte

SELEÇÕES E PRÊMIOS

 

International Film Festival Rotterdam (Holanda)​

Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal)

Melhor Filme - Prêmio da Crítica

Cinélatino - Rencontres de Toulouse (França)

Festival de Cinema de Munique (Alemanha)

BIFAN - Bucheon Int Fantastic Film Festival (Coréia do Sul)

Festival de Cinema de Gramado

Festival do Rio

Menção Honrosa - Novos Rumos

Mostra de São Paulo

SINOPSE

 

 

Rio de Janeiro, 2016. O verão mais quente da história. A cidade está se preparando para os Jogos Olímpicos. Ana, uma defensora pública de 32 anos, trabalha na defesa de uma comunidade ameaçada de remoção pelas obras do Parque Olímpico. Enquanto isso, misteriosas manchas roxas, similares a fungos, aparecem em seu corpo. Coisas estranhas começam a acontecer na cidade e no corpo de Ana. A temperatura sobe, criando uma atmosfera úmida e sufocante. O mormaço acumula, abrindo caminho para uma forte chuva.

 

 

BIOGRAFIA DA DIRETORA

Marina Meliande nasceu em 1980 no Rio de Janeiro, Brasil. Cineasta e montadora formada pela Universidade Federal Fluminense, dirigiu, em parceria com Felipe Bragança alguns filmes exibidos em festivais internacionais: dois curtas, Por Dentro de uma Gota D’água e O Nome dele (o clóvis) além da "Trilogia Coração no Fogo", composta pelos longas A Fuga da Mulher Gorila, lançado no Festival de Locarno 2009; A Alegria, lançado na Quinzena dos Realizadores - Festival de Cannes 2010; Desassossego, filme das maravilhas - filme coletivo, lançado no Festival de Rotterdam 2011. Nos anos de 2007 a 2009 Marina foi artista residente do Centro de Arte Contemporânea Le Fresnoy (França), onde realizou duas vídeo instalações: Lettres au Vieux Monde e L’Image qui reste. Como montadora, trabalhou em mais de 40 filmes, entre eles, Girimunho e Histórias que só existem quando lembradas. Atualmente, desenvolve o projeto de seu primeiro longa metragem solo Mormaço com o suporte da Résidence da Cinefondation, promovida pelo Festival de Cannes.

Enquadramento Produções

contato@enquadramen.to

São Paulo

Brasil

  • Facebook Black Round
  • Vimeo Black Round