top of page

A Transformação de Canuto

de Ariel Kuaray Ortega e Ernesto de Carvalho
laureas_Mostra Competitiva- preto.png

A TRANSFORMAÇÃO DE CANUTO

2023 / Português, Guarani e Espanhol / Drama / 130 min / 2K / Cor

Enquadramento Produções | Vídeo nas Aldeias

DIREÇÃO Ariel Kuaray Ortega e Ernesto de Carvalho

ROTEIRO Ariel Kuaray Ortega, Ernesto de Carvalho, Miguel Antunes Ramos, Patrícia Ferreira e Ralf Ortega

PRODUÇÃO Leonardo Mecchi, Vincent Carelli e Ernesto de Carvalho

FOTOGRAFIA Camila Freitas

MONTAGEM Ernesto de Carvalho e Tatiana Almeida

ELENCO Fabricio "Álvaro" BenitezThiny Ramirez, Carla Benitez

SELEÇÕES E PRÊMIOS

IDFA – International Documentary Film Festival Amsterdam (Holanda)

Melhor Filme

Melhor Contribuição Artística

Tempo Documentary Festival (Suécia)

Menção Honrosa

Festival de Cinéma Latino-américain de Paris (França)

Melhor Filme

Jean Rouch International Film Festival (França)

Melhor Filme

Taiwan International Documentary Festival (Taiwan)

Cinélatino – Rencontres de Toulouse (França)

Festival Internacional de Cine de Cartagena de Indias (Colômbia)

Festival de Brasília

Melhor Direção

Melhor Fotografia

Melhor Roteiro (temática afirmativa)

Festival Internacional de Cinema da Fronteira

Melhor Filme

Melhor Filme - Júri Popular

Melhor Montagem

Mostra de Cinema de Tiradentes

Olhar de Cinema

FICA - Festival Internacional de Cinema Ambiental

SINOPSE

Em uma pequena comunidade Mbyá-Guarani entre o Brasil e a Argentina, todos conhecem o nome Canuto: um homem que muitos anos atrás sofreu a temida transformação em uma onça e depois morreu tragicamente. Agora, um filme está sendo feito para contar a sua história. Por que isso aconteceu com ele? Mas, mais importante, quem na aldeia deveria interpretar o seu papel?

 

 

BIOGRAFIA DOS DIRETORES

Ariel Ortega é um cineasta indígena pioneiro e líder Mbyá-Guarani por trás de filmes aclamados como "Duas Aldeias, Uma Caminhada" (2008) e "Bicicletas de Nhanderú" (2010), juntamente com outros cineastas indígenas Guarani, por meio dos workshops do projeto Vídeo nas Aldeias. Ariel também dirigiu "Desterro Guarani" (2011) e "Tava, A Casa de Pedra" (2012) em colaboração com Ernesto de Carvalho, Patrícia Yxapy Ferreira e Vincent Carelli. Ele é membro do Coletivo de Cinema Mbyá-Guarani (Brasil) e do Coletivo de Cinema Ara Pyau (Argentina). Além disso, dirigiu o curta-metragem "Nossos Espíritos Seguem Chegando" (2021), com Bruno Huyer e Patrícia Yxapy Ferreira.

Ernesto de Carvalho é um cineasta, fotógrafo e montador brasileiro, com doutorado em Antropologia pela Universidade de Nova York. Colaborou com comunidades Mbyá-Guarani em filmes por mais de 15 anos por meio do projeto Vídeo nas Aldeias. Codiretor e diretor de fotografia do aclamado documentário "Martírio" (2016), vencedor de diversos prêmios internacionais. Dirigiu, ao lado de Ariel Ortega, Patrícia Yxapy Ferreira e Vincent Carelli, os filmes "Desterro Guarani" (2011) e "Tava, A Casa de Pedra" (2012). Também dirigiu o elogiado curta-metragem "Nunca é Noite no Mapa" (2016).

bottom of page